areas_contaminadas

Áreas Contaminadas

As indústrias devem ter claro que ao escolher um imóvel para a instalação ou ampliação de sua atividade, é imprescindível verificar o uso anterior da área pretendida e seus possíveis passivos ambientais, de forma a verificar se o solo e as edificações apresentam contaminações, com risco potencial à saúde humana (trabalhadores, usuários e vizinhos do futuro empreendimento) e ao meio ambiente.
A MF Ação Ambiental com seu corpo técnico qualificado realiza este gerenciamento a fim de viabilizar o uso da área que já sofreu contaminação minimizando os riscos à saúde humana, ao meio ambiente e demais partes envolvidas.
Este gerenciamento também é importante para empresas que contaminaram a área de ocupação e também àquelas que estão em processo de desativação de suas atividades.

Nossos serviços de gerenciamento de áreas contaminadas seguem as diretrizes do Manual de Gerenciamento de Áreas Contaminadas da CETESB, legislações vigentes e normas técnicas necessárias para a boa execução dos trabalhos.

Etapas do gerenciamento:

Avaliação Preliminar

Consiste basicamente na elaboração de um diagnóstico inicial das áreas potencialmente contaminadas, por meio de um levantamento de informações existentes e de informações coletadas em inspeções de reconhecimento em cada uma das áreas.

Investigação Confirmatória

Tem como objetivo principal confirmar ou não a existência de contaminação de solo e água subterrânea nas áreas suspeitas já identificadas na etapa de avaliação preliminar.

Investigação Detalhada

Tem como objetivo principal quantificar a contaminação, isto é, avaliar detalhadamente as características da fonte de contaminação e dos meios afetados, determinando-se as dimensões das áreas ou volumes afetados, os tipos de contaminantes presentes e suas concentrações.

Avaliação de Risco

Tem como objetivo principal a quantificação dos riscos gerados pelas áreas contaminadas aos bens a proteger, como a saúde da população e os ecossistemas, para edificações, instalações de infraestrutura urbana, produção agrícola e outros. Essa quantificação é baseada em princípios de toxicologia, química e no conhecimento sobre o comportamento e transporte dos contaminantes.